TJGO

Acusado de matar professora durante fuga policial será julgado nesta quinta-feira

Fabrício Costa causou o acidente de trânsito que vitimou Juliana Soares Dias após uma tentativa de assalto mal sucedida




Vai a júri na manhã desta quinta-feira (31/3) Fabrício Ricardo Vieira Costa, que será julgado pela morte da professora de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás) e das Faculdades Alves Faria (Alfa) Juliana Soares Dias. O crime aconteceu no dia 29 de abril do ano passado, na confluência da Avenida Goiás Norte com a Marginal Botafogo, no Setor Norte Ferroviário.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), no dia do crime, Fabrício Costa, acompanhado de Wadson Silva Lira, teriam tentado assaltar Alessandro Pereira dos Santos Vitorino na Avenida Fuad Rassi, no Setor Crimeia Leste, por volta das 22h30.

No entanto, a vítima conseguiu fugir antes de ter seus pertences levados pelos dois, que estavam em um Fiat Palio, conduzido por Fabrício Costa.

Alessandro Vitorino comunicou a tentativa de roubo a uma equipe da Polícia Militar que passava pelo local. Com os dados do veículo, a PM conseguiu localizar e perseguir os dois suspeitos da tentativa de assalto.

Na fuga, em alta velocidade, Fabrício Costa avançou o sinal vermelho da Avenida Goiás Norte com a Marginal Botafogo e colidiu com o Corolla dirigido por Juliana Dias, que retornava do trabalho para casa. Com o impacto da colisão, a professora morreu.