Do Mais Goiás

Ação contra quadrilha que agia em São Miguel do Araguaia termina com dois mortos e seis presos

Segundo a polícia, líderes do grupo criminoso vieram da Bahia, onde já foram presos por roubos a bancos

Uma ação conjunta entre policiais civis e militares na cidade de São Miguel do Araguaia terminou com o saldo de dois suspeitos de roubos mortos e seis presos. De acordo com as investigações, o grupo comandado por dois homens que já tinham várias condenações na Bahia. Eles tinham assaltado uma empresária e se preparavam para invadir uma cerealista no momento em que foram localizados.

Foi depois de receberem informações de colegas das polícias civil e federal da Bahia que agentes do Grupo Anti Roubos a Bancos (GAB) da Deic seguiram, no início da semana passada, para São Miguel do Araguaia, a 476 quilômetros de Goiânia. Com apoio de militares do Comando de Operações de Divisas (COD), os agentes descobriram que o grupo criminoso estava reunido em uma casa na região central da cidade.

Ao tentar invadir o imóvel na última sexta-feira (27), os policiais foram recebidos com tiros. No revide, dois suspeitos acabaram mortos, e seis foram presos. Com eles, os policiais apreenderam dois revólveres calibre 38.

“Na noite anterior à nossa abordagem, dois integrantes desta quadrilha já haviam assaltado uma cerealista, onde renderam a proprietária e o marido, levando dinheiro do caixa e objetos pessoais. Caso nossa ação, realizada em conjunto com as equipes do COD, não tivesse sido realizada na sexta-feira, eles assaltariam um grande açougue em São Miguel”, relatou o delegado Antônio de Podestá, titular do GAB, da Deic.

Dos seis presos, três, segundo o delegado, já são monitorados por tornozeleiras eletrônicas. Os dois mortos tinham registros criminais por por roubos a bancos, aos correios e também por sequestro relâmpago na Bahia. Os nomes e idades dos presos e mortos não foram divulgados. Os seis presos responderão por roubo, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo.