Goiás Agora

Abertas as inscrições para o Goiás Enem 2017

Mais de 50 professores e 12 coordenadores participam desta edição do projeto, que deve beneficiar 4,5 mil alunos da rede estadual de Educação

O projeto Goiás Enem tem como meta para este ano beneficiar 4.500 alunos da rede pública estadual de todas as partes do Estado. Alunos do 3º ano do Ensino Médio e da 3ª etapa da Educação de Jovens e Adultos já podem se inscrever no projeto, criado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce).

O objetivo do Goiás Enem é reforçar a formação dos estudantes e contribuir para que os jovens alcancem um bom desempenho nas avaliações do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). Além das quatro áreas de conhecimento exigidas no Enem, os estudantes também contarão com aulas preparatórias de Inglês.

As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 20, quando a escolha dos estudantes será feita por sorteio. O resultado dos contemplados será divulgado no site da Seduce no dia 21.

As aulas têm início no dia 27 de março e terminam no dia 8 de dezembro. Este ano, o curso preparatório é realizado em 19 polos de 15 municípios: Águas Lindas, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Goianésia, Jaraguá, Ceres, Goiânia, Trindade, Inhumas, Itumbiara, Novo Gama, Rio Verde, Santa Helena, Quirinópolis e São Luís dos Montes Belos. Na capital, foram instalados três polos. Já em Trindade e Rio Verde, dois. Nos demais, um.

Participam desta edição 53 professores e 12 coordenadores. No dia 25 de março, todos eles estarão reunidos em uma oficina de capacitação que será realizada no Condomínio das Superintendências, em Goiânia. O Goiás Enem é promovido pela Superintendência de Ensino Médio em parceria com a Superintendência Executiva de Educação.

Beneficiados

A coordenadora-geral do Goiás Enem, Siloá de Brito Soares e Silva, conta que no ano passado foram atendidos cerca de 4 mil alunos em 16 polos. “Os resultados foram excelentes, pois tivemos mais de 300 ingressantes nas universidades públicas e uma média de 600 ingressos em instituições de ensino particulares por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni)”, reforça.