Infraestrutura

Depois de atraso, obras de restauração dos viadutos da Avenida 85 devem durar 45 dias

Manutenção consiste na troca de placas de alumínio que se soltaram durante o tempo. Além disso, haverá a construções de defensas e repaginação urbanístico no complexo viário


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 09/07/2018 às 10:58:36

Viadulto Latif Sebba, na Praça do Ratinho, está sendo o primeiro a receber as obras (Foto: Reprodução)
Viadulto Latif Sebba, na Praça do Ratinho, está sendo o primeiro a receber as obras (Foto: Reprodução)

Anunciada para começar no início de junho, as obras de recuperação dos viadutos Latif Sebba e João Alves de Queiroz, ambos na Avenida 85, tiveram atraso e pode demorar ainda 45 dias até a sua conclusão. A revitalização compreende o serviço de trocas de placas danificadas, construção de defensas e revitalização de todos os espaços que compõem o complexo viário.

Segundo o o secretário de Infraestrutura, Dolzonan Mattos, os trabalhos no local começaram no dia 30 de junho e o atraso no início das obras foi motivado pelo trâmite de aquisições dos materiais. Além disso, ele destaca que, para evitar um grande impacto no trânsito da região, as reparações estão sendo feitas de forma discreta.

“As primeiras intervenções estão sendo realizadas no viaduto da Praça do Ratinho. Lá, eles já estão reparando as placas do teto do túnel. Recebemos apenas uma parte das placas necessárias para a conclusão das obras”, explica o secretário.

Além das colocações individuais das placas, Dolzonan afirma que algumas estão sendo avaliadas para reaproveitação em outros espaços do viaduto. Outra mudança que será realizada são as construções de defensas de concreto que serão fixadas no entorno do viaduto. Essas defensas terão 30 centímetros de altura e serão instaladas para diminuir os impactos dos veículos, principalmente de grande porte, nas placas.

“Muitas delas [placas] estão arranhadas e se soltaram após algum veículo passar raspando nelas. Essas defensas ajudarão os veículos a se manterem mais distantes e, assim, não danificarem as placas repostas. Elas serão construídas acima do olho de gato em todo o sentido e não afetará o tamanho da pista”, conta.

A previsão do secretário é que os trabalhos terminem dentro de 45 dias, após a chegada do restante das placas. Segundo Dolzonan, os colaborados trabalharam apenas nos finais de semana. Agora, pelas férias, trabalharão todos os dias. “Por causa disso, faremos a interdição de uma das pistas sempre que formos realizar manutenções nas laterais e bloquearemos total quando formos realizar as trocas no teto. Após isso, será realizado uma lavagem nas placas pichadas e repaginação urbanística nos locais”, explica.

Cerca de 126 placas de alumínio, das mesmas que já estão instaladas, foram adquiridas para a manutenções dos viadutos. A obra custará mais de R$ 50 mil ao cofre municipal.