“A família quer que esclareça todos os pontos”, afirma advogado de familiares de uber morto por policiais

Advogado da família do motorista de aplicativo encaminhou ofício ao delegado responsável pelas investigações pedindo por esclarecimentos sobre o caso


Larissa Lopes
Do Mais Goiás | Em: 08/11/2019 às 19:11:46

“A família quer que esclareça todos os pontos”, afirma advogado (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
“A família quer que esclareça todos os pontos”, afirma advogado (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Nesta sexta-feira (8), o advogado da família de Fábio Júnior Oliveira Santos, motorista de aplicativo morto na zona rural de Varjão, encaminhou ofício ao delegado responsável pelas investigações, André Fernandes. De acordo com a defesa, o  documento solicita informações sobre o envolvimento de Fábio com o crime, o paradeiro do celular dele. Além de buscar esclarecer sobre o confronto que a Polícia Militar (PM) afirmou ter ocorrido.

“A família quer que esclareça todos os pontos, não só a respeito de um possível envolvimento dele com a quadrilha”, diz o advogado, Murillo Miranda. O documento enviado à polícia ainda pede por uma reconstituição do possível confronto. E pede que seja realizado um exame residuográfico para saber se havia pólvora nas mãos do motorista.

Além disso, foi solicitado que o delegado envie ofício à empresa de aplicativo que Fábio Júnior trabalhava e solicite informações de onde o motorista deixaria os últimos passageiros. “A esposa tem acesso à conta do aplicativo dele, mas para ela só aparece que a última viagem teve destino, que seria para Senador Canedo, alterado. Mas não mostra pra onde foi redirecionado”, conta Murillo.

“Outro pedido encaminhado é sobre o celular do Fábio”, afirma o advogado. Isso porque, dos quatro ocupantes do veículo no dia da morte, apenas um aparelho foi encontrado. “Os demais celulares desapareceram, incluindo o do motorista. E quem anda sem hoje?”, indaga a defesa. “Por meio do Whatsapp dele, daria para descobrir muita coisa”, completa.

Nesse contexto a proposta da defesa é que a justiça solicite o histórico junto às operadoras, que pode ser acessado pelo IMEI (International Mobile Equipment Identity). O Advogado finaliza que ainda não tem data definida para receber o parecer do delegado sobre a aceitação das demandas da defesa. Segundo ele, a  esposa de Fábio ainda está em estado de choque