Dia Internacional da Mulher

8M reúne mulheres no Centro de Goiânia

Protestos que pedem respeito às mulheres aconteceram em pelo menos 45 cidades brasileiras, incluindo 17 capitais


Bárbara Zaiden
Do Mais Goiás | Em: 08/03/2019 às 19:13:40

(Foto: Larissa Lopes/Mais Goiás)
(Foto: Larissa Lopes/Mais Goiás)

Mulheres goianas se reúnem em uma manifestação no Dia Internacional da Mulher. A concentração começou às 15h na Praça do Bandeirante, em Goiânia. Por volta das 18h haverá uma caminhada sentido Praça Universitária. O ato é chamado 8M. De acordo com a organização d

Os protestos acontecem em pelo menos 45 cidades brasileiras, incluindo 17 capitais. Dados do Instituto Patrícia Galvão, divulgados no site Violência contra as Mulheres, apontam que a cada minuto nove mulheres foram vítimas de agressão, em 2018. Já em 2017, a cada nove minutos, uma mulher sofreu estupro. As informações são do estudo Visível e Invisível – A Vitimização de Mulheres no Brasil e do 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2017.

Segundo uma das organizadoras do evento, Sara Macedo, o intuito também é manifestar contra a Reforma da Previdência. Ela lembrou que a data é marcada pela morte de 125 trabalhadoras em um incêndio em uma fábrica nos Estados Unidos. O dia só foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975.

“A cada 2 horas, no Brasil, uma mulher é morta, vítima de femicídio. A cada 15 minutos uma mulher é estuprada. A gente está aqui para debater o nosso direito à vida. Nós somos semente e vamos continuar tocando o nosso piano contra todo o patriarcado”, comentou Sara à equipe do Mais Goiás.

O ato segue pela Avenida Anhanguera, passando pela Quinta Avenida, até chegar à Praça Universitária.

*Larissa Lopes é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo

(Foto: Larissa Lopes/Mais Goiás)

(Foto: Larissa Lopes/Mais Goiás)