Mana, menina, mulher


Cacau Mila

Do Mais Goiás | Em: 08/03/2017 às 18:20:16



Eu sei o quanto é difícil sair de um relacionamento abusivo, o quanto é difícil não se sentir insegura diante de outra de nós que julgamos ter melhores atributos físicos que nosso reflexo no espelho. O quanto é desgastante trabalhar, cuidar de casa, de filho e ainda atender a cobrança da sociedade de estarmos sempre lindas.

Eu sei do frio da barriga que sentimos quando estamos sozinhas na rua e um homem se aproxima. Da dor que é alguém desmerecer o que somos e alcançamos por causa da roupa que vestimos.

E hoje, no dia que relembramos as operárias que morreram lutando por direitos iguais, eu lhe desejo força. Força pra vencer o medo e o preconceito. Força pra continuar a lutar por um mundo mais justo.

Você é maravilhosa e é capaz de viver sozinha. Não tenha medo de romper esse relacionamento abusivo. Mas se o medo for maior que a lembrança que pode voar, procure ajuda. Chame suas amigas. Vá a um terapeuta. Acredite, é possível recomeçar!

Queria eu te poupar dessas dores, te enrolar numa manta, feito bebê, e com algum encanto, curar o mundo enquanto você dorme, e deixá-lo digno da sua, da nossa existência, pra quando vc acordar. Mas, não dá. Eu não posso. Ninguém pode sozinha.

Então, vamos juntas. Nos apoiando uma na outra. Lutando uma a luta da outra, rasgando o mundo e picotando a rivalidade que um dia entre nós tentaram fazer surgir.

Mana, menina, mulher. Se o mundo ainda nos fere, mata e humilha, nos apoiemos uma na outra e na força da nossa junção, mostremos ao mundo o que somos capazes de conseguir quando resolvemos nos unir.